Chão de terra batida

Um solo da havaiana de tira azul arrastando o barro por debaixo dos meus pés... É puro baião Com queijo coalho, feijão verde e pimenta de cheiro Esse cheiro de chuva que vem acolá Que inventa tornado Sendo que a única Hilda Hilst Furacão que passou por aqui foi aquele livro vermelho comprado em Recife... … Continue lendo Chão de terra batida

A ‘barrigudeira’ genial: o invisível que nos excita e outras paisagens

Minha mãe e minha vó "O que havia além do bairro, além de seu perímetro mais que conhecido?" Eu sou filha única e isso já explica muito. Entrei na escola - a uma quadra da minha casa - com dois anos de idade e fique lá até os dezessete. A padaria, a farmácia, a biblioteca, … Continue lendo A ‘barrigudeira’ genial: o invisível que nos excita e outras paisagens

O nascimento de Vênus: a ostra que somos bebe uma chávena de chá (Toca Moska de fundo)

Eu queria que vocês vissem a minha chávena de chá. Ela não foi escolhida, mas me escolheu. Não sei definir muito bem de que material é feita , mas tem uma alça de bambu e pode se estilhaçar caso você seja um artista temperamental desses que quebra coisas numa cena de filme noir. Ao lado … Continue lendo O nascimento de Vênus: a ostra que somos bebe uma chávena de chá (Toca Moska de fundo)

Dream a little Dream of me…

Quando eu ouço Ella Fitzgerald e Louis Armstrong cantando 'Dream a little Dream of me', eu imagino uma daquelas mocinhas sonhadoras dos anos 20 que colecionavam vinis, adoravam música francesa e faziam a unha no chão do quarto enquanto a vida acontecia lá fora... (Eu adoro o sorriso da Carry Mulligan nesse filme. É aquele … Continue lendo Dream a little Dream of me…