Partos e partes


Curto e intenso, não o café, o mês

Foi numa terça-feira, na madrugada, que é quando leio meus poemas…

de barriga pra cima, estufada- talvez eu carregasse comigo as canetas do mundo e caderninhos, como um canguru que nasce já orientado para a escrita e viesse de fábrica com a sina grudada ao corpo.

O médico me tirou de lá de dentro e disse que eu tinha essa parte alta (apontando pra minha barriga). Nunca entendi esse trecho até quando escrevi meu primeiro conto e, toda vez que tinha uma ideia, saiam de mim papel e caneta. Sim, daquela bolsa costurada à minha pessoa.

Desde então nunca fui muito clara. Falei entre interjeições e existi sempre nas metáforas…


Trecho de Lilian Prata

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s