100 viagens no tempo e a solidão da serpente

Para todos os autores que eu li na mesa da cozinha Ler os latinos sempre vai parecer que Nit tava certo sobre o mito do eterno retorno. Eu sempre retorno pras mesmíssimas sensações. Agora, lendo Garcia Marquez, voltei, como que atravessando um buraco de minhoca, praquele tempo em que língua bonita era essa em que … Continue lendo 100 viagens no tempo e a solidão da serpente

Fear of missing out

Eu tenho medo de andar de avião. Nunca parece que os pilotos sabem o que estão fazendo. Além do mais eu ouço todos os barulhos (precisamente) Desde pequena eu sinto Eu sinto muito. Quando Maialovski diz "sou todo coração" & "Em mim a anatomia ficou louca" Era sobre mim que ele tava falando. É que … Continue lendo Fear of missing out

Frame de cinema ou Beatriz na voz do Milton

" A veces tan tristea veces muerta de risaA veces loca" Julio Cortázar 1 Uma personagem de Clarice que todo início de ano consulta a ginecologista, a reumatologista e faz terapia por seis meses. Em todas as cenas ela usa macacão jeans, o único que ainda cabe nas pernas roliças, seis kilos e alguns churros … Continue lendo Frame de cinema ou Beatriz na voz do Milton

Quando eu morava nas fotografias da National Geographic

Eu gosto de fotografar flores, insetos, musgos nas paredes. Quando eu era pequena, meus olhos eram que nem um microscópio: eu amava sentar diante dum vaso com terra, planta e catalogar os detalhes. Eu posso passar dias e dias olhando pro nada...é que nem quando a gente liga a tevê naqueles canais que mostram a … Continue lendo Quando eu morava nas fotografias da National Geographic