Anna Karina do sertão

Se eu tivesse aceitado o convite pra ser musa
Se eu coubesse numa nouvelle vague
Se eu tivesse ido na @shakespeareandcoparis
Acontece que eu já fui no “poeme-se” e trouxe um livro fino, capa dura, sobre culinária turca…
Se eu não tivesse medo de voar
Se eu subisse no balão – mais alto do que meus próprios pensamentos
Acontece que eu já pisei as ruas das pedras que cantam (lá mesmo)
Ninguém mexe na minha ilha
Ninguém toca na memória
Se eu tivesse Paris, não haveria pra mim a serpente que me espreita toda vez que eu rodo o mercado das tulhas
buscando o meu rosto refletido por entre as Tiquiras e seus caranguejos…
Ninguém sabe como eles foram parar lá
Ninguém quer saber
É que a serpente fica de tocaia, coitada. Ela adora me imitar

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s