Sem categoria

Com tempero e com afeto…

img_20181219_115116_7443566678395948904851.jpgimg_20181219_114532_1294310222357873962282.jpg

O porta temperos é uma gavetinha de um móvel que já morou no Pará, era da vó materna. Cheira as férias de julho, cheira pupunha com café preto, cheira as calçadas largas em que a gente andava de bicicleta e tentava dar a volta no quarteirão sem que nossos tios dessem por nós. É, portanto, a lembrança das primeiras vezes em que subvertemos as normas. Coragem grande era ir até a outra rua e voltar antes de entrar pro almoço, segurando o coração pra não dar na vista.

Tem sal da roça – presente dos amigos mineiros-, tem canela porque existe uma Gabriela do Jorge Amado a cada sol que pegamos na soleira. O azeite de coco babaçu é presente da amiga que tem no quintal o mundo maravilhoso dos pés de goiaba e caju. O urucum – vermelho como na canção da Vanessa da Mata, vermelho como as bochechas no sol de Bacabal, vermelho como o céu antes de chover-, é afeto da amiga que gosta tanto do interior de tudo, como eu que escuto o interior das coisas, da vida, meia colher de sal e louro.

Pra finalizar, a garam masala porque eu ouço um funk do Caetano em que ele fala de versos alexandrinos enquanto a panela faz pressão, chia feito uma danada e vai ter arroz integral nesse restaurante hoje…

Abrimos…com temperos, com afeto…

Pega um livro, bota um disco…abre o apetite com café…

Vamos servir…❤

Anúncios

Um comentário em “Com tempero e com afeto…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s