Sem categoria

Algum Agosto algum

Eu escrevo do futuro, moça

Do Agosto de 2018 para esse de 2017 em que você fala sobre como a dança dos hormônios – essa Guerra e Paz, esse amor e ódio-, pode render trechos de poemas e cabelos bagunçados.

(Adianto que os poemas ainda te encontram…)

A música também

Em vez de Milton, nesse agosto de 2018, você ouve música escocesa, solos de violão e vibrou porque sempre quis que a vida te desse de presente um solo de violão em que ao final se pudesse chorar como a Vicky (em Vicky Cristina Barcelona). Não eram violões espanhóis, mas era Chopin(!) e já passava de meio dia…

Você ouve chorinho, samba e sempre volta pras playlists favoritas no Spotify…

Em vez de Wislawa, tem retornado pra Ana Martins Marques como se as duas vezes em que todos os seus sentidos repousaram naquele livro não houvessem sido suficientes…

Os diários permanecem

Nesse você está prestes a falar de agosto agora que beiramos a metade do mês…E toma nota toda vez que te encontram a vida e a beleza. Parece que vais caçar ipês porque eles estão florindo e morrendo rápido demais; voltou a se interessar pela teoria do “buraco de minhoca” e lê aquela napolitana a quem dava de ombros toda vez que via a capa colorida na entrada da livraria. Usa um moleskine só pra escrever as impressões e grifa todas as vezes que um trecho faz a respiração perder o ritmo.

Os dias se mantêm como sempre: há os bons em que é possível falar e escrever sobre coisas felizes, e há aqueles que lembram quando a gente olha pro horizonte e vê o sol, dá de costas e olha de novo e tudo se acinzenta….o vento leva as folhas no chão, um pedaço de papel voa por nós ,as árvores se curvam, as gotas de chuva caem pesadamente sobre a cabeça.

Agora, descansa, porque daqui eu vejo uma penteadeira dessas antigas… linda, toda em amarelo Van Gogh…soube pela moça de 2018 que foi nesse agosto de 2017 que você deu por reformar os móveis antigos…

Não deixe de usar o chapéu com abas grandes. Se começar a pintar cedo, tudo seca num dia e economizarás bastante tempo… porque o baú que também pretendes reformar está até hoje aqui e não vejo a moça planejar mexer nele ainda…

Talvez em algum futuro agosto algum…

7 comentários em “Algum Agosto algum

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s