Sem categoria

Poesia que é uma cama ou um abraço. Quem sabe uma grata insônia

Adília Lopes, recolhido de @opoemaensinaacair

Adília Lopes não sofria de insônia, decerto. É que eu também já gostei muito de me deitar sem sono e os lugares por onde vão meus pensamentos renderiam milhões de diários.

Adília gosta dos próprios abraços e aí vamos pisar aqui naquele lugar comum: é preciso se amar. Ter a si mesma com um carinho. É por isso que leio poesias. Elas me são um gesto bonito. Um presente que me dou o tempo todo.

Lembrar tem sido o tema de quase tudo que escrevo nesse dois mil e dezoito…

E tenho lembrado muito pq tenho lido Adília

Obrigada, poeta. Gosto de me deitar na tua poesia. Elas me abraçam❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s