Sem categoria

Between the bars

As marcas do não-amor no texto, onde você as esconde?

O que acontece entre o poeta e o poema?

Que súbito êxtase é esse?

/toca “between the bars”/

Acontece que poemas fazem um apanhado de tudo

E lembrar é a melhor rima

É uma música que toca no meio do pensamento (aquele em que você conta de que há trompetes que falam de uma vida e das coisas do coração)

E me atravessam pessoas, elas têm pressa

Alheias ao poema que surge enquanto uma playlist nova toca

Fones de ouvido, caneta firme na mão e as costas de um livro:

“I’m gonna hurt you”

Um comentário em “Between the bars

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s