Sem categoria

“é preciso ler Baudelaire/ é preciso colher as flores/ de que falam velhos autores.” Drummond

Vens tu do céu profundo ou sais do precipício, Beleza? Teu olhar, divino mas daninho, Confusamente verte o bem e o malefício, E pode-se por isso comparar-te ao vinho. (Baudelaire) Morei 26 anos numa casa sem quintal e por todo esse tempo nunca soube o que era a beleza das tardes num quintal depois da… Continuar lendo “é preciso ler Baudelaire/ é preciso colher as flores/ de que falam velhos autores.” Drummond