Janela beatnick

Ela ama postos de gasolina de beira de estrada
Ela gosta dessa vista beatnick
Desse parágrafo do Jack Kerouac tomando forma
Toca Dylan dentro dela
A estrada é folk
O café é blues
O tum-tum-tum do coração é jazz
“Pela janela, quem é ela, quem é ela…eu vejo tudo enquadrado”.

(Poesia da foto é do livro Estranherismo do Zack Magiezi)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s