“Quero desabitar meus hábitos”

 

Outro dia soltei num texto desses bem espontâneos: “odeio correr, mas corri 4km hoje”. Espero que o peso da palavra “odeio”, pra falar de como a gente tem tantas certezas e um dia elas se esvaem assim como se instalaram, tenha sido compreendido. Era uma licença poética. Dessas a que a gente se atreve quase todos os dias. Mas como é comum quando ousamos usar termos fortes, houve quem me dissesse que “eu não corri os 4km”, ou “eu não odeio mesmo”… É lógico que eu achava que odiava, é claro que eu quis mostrar que em tantas questões somos tão firmes naquilo que acreditamos e aí vem a vida e te mostra novos caminhos (velhos caminhos e novos olhos)…e não, ninguém nunca precisa ter vergonha de ser flexível, de se contradizer um dia, porque isso significa aprender, descobrir, vibrar e se extasiar. E “odeio” é forte (é uma palavra) e fica linda numa frase quando se quer mostrar como mudanças podem ter impacto…como nós ainda podemos aprender com essa pessoa que carregamos e acompanhamos por toda vida: nós mesmos; e como é surpreendente que podemos nos reprogramar pra novas sensações.

E o que é a vida senão essas descobertas? Se viéssemos prontos…ai, que chatice. Se a gente já soubesse de tudo aos 20, que droga, ter 30 (e poucos anos) não seria emocionante. Eu jamais sorriria sozinha em 2017 quando percebi que um dia “caminhar rápido” já me pareceu coisa de “gente esquisita daquelas festas estranhas”…(vida estranha)… o que dirá correr!!!

Mudei de lugar dentro de mim, desabitei umbito”, como bem frisou Marla de Queiroz.

E o que é a vida senão pegar as trouxas e mudar de lugar? Às vezes as mudanças acontecem por causa das intempéries. E aí a gente descobre que, em vez de um Mestrado em Linguística, “botar reparo” (no sentido mais curioso desse termo, com olhos de quem ama a plasticidade das palavras) no jeito como todo mundo fala é tão emocionante quanto noites em claro debruçada sobre autores ‘iluminados’ e isso ou aquilo.

De repente você é outra pessoa no mesmo corpo. Então você odeia berinjela, mas faz um caldo com ela que fica uma delícia. Você morre de medo de tubarão mas faz stand up no mar aberto duas vezes no mesmo final de semana. Foram anos sem entender como sua mãe conseguia jantar um chá de maçã com canela. [ Tá, você achava tudo muito blasé, e é muito poético um chá no fim de tarde. Mas você odeia chá! Ecate!!! ] Até descobrir que ama chá e coleciona vários em latinhas. (Era o açúcar. Sem açúcar o chá alcança notas e te alcançou. )

Essa é você: odeia correr, mas ama correr esses 4km. Odeia chá, mas ama chá. Mais barroca não existe!!! Mais camaleoa, definiu na canção o Caetano, não pode haver…toda ambulante em suas metas e formas.

Lembra dos planos pra sua biblioteca? Hoje metade dos seus livros não estão mais lá. Logo você que tinha ciúmes de emprestá-los doou parte dos seus planos e fez outros pra você. E quando achava que ia morar pra sempre na cidade que cresceu porque é impossível ir embora de um lugar tão histórico, tão literatura, tão romântico? E não foi uma grata surpresa que poesia pode brotar em qualquer lugar? E hoje não sonha outros sonhos? E hoje não se diz forasteira, cigana e bandoleira?

Não era você que não sabia cozinhar? E agora não é uma chefe de uma modesta cozinha imaginária?

Esse texto é pra te dizer que você pode exercer o seu direito de ser uma metamorfose ambulante…Que tudo bem desaprender certas coisas, que é legal o friozinho na barriga, que é uma maravilha ter novas sensações. Que não existe idade pras descobertas. E que se um dia eu fizer outras mudanças, nunca quero perder o teu jeito corajoso de se assumir, de se aceitar, de amar e odiar…assim, tudo na mesma frase.

 

1 comentário Adicione o seu

  1. Belíssimo,e eu te desejo um Feliz Dia,amiga!
    Feliz Dia do Amigo!😀💖

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s