poderia ser uma crônica

“Ah! bruta flor do querer Ah! bruta flor, bruta flor” 

A gente acha que vai gostar pra sempre daquele filme com a Sandra Bulock e, de repente, descobrimos que os programas de culinária são mais legais que o cinema e que o sofá e a tevê são melhores do que a venerada sala gelada com a tela grande. Daí acreditamos que vamos morar pra sempre na mesma rua da infância até que mudamos três vezes em dois anos. E pensamos em quão legais são as franquias de comida e chocolate da nossa cidade até que provamos o melhor peixe duma cozinha desinteressada e o melhor chocolate caseiro duma cozinha onde mal cabem duas pessoas… Nossas ‘panelinhas’ parecem que serão sempre as mesmas até o fim da vida até que notamos que quinze minutos com uma pessoa diferente vai te revelar um mundo e lamentamos o tempo perdido nos mesmo grupos.

A gente sempre diz que nunca vamos deixar de gostar disso ou de querer aquilo e vamos até o resto da vida sustentar nossos planos e quereres de quando tínhamos 20 anos de idade.

A vida é efêmera, a rotina e os desejos também. Os quereres se transformam e a cada surpresa já nem queremos mais ser tão absolutos nas nossas escolhas.

Defendemos com força a nossa verdade, é natural… Mas o verso de Saramago ecoa do mesmo modo como o famoso excerto bíblico “tudo é vaidade e um esforço pra alcançar o vento”.

(Texto originalmente publicado em outra plataforma lá pelos idos de 2016)

6 comentários em ““Ah! bruta flor do querer Ah! bruta flor, bruta flor” 

  1. Isso me lembra uma antiga amiga,já nem tenho mais notícias dela.Ela,bem nova(Bem,eu também,na época,mas não sou tão vellha assim,não!),dizia que era como era,que ela tinha o jeito dela e falava com uma certeza absoluta que nunca iria mudar seu modo de ser.Eu já sabia que as coisas não são tão radicais assim,que as pessoas podem mudar seus gostos,seu modo de ser ao longo da vida.Mas falava várias vezes desse jeito e eu ficava calada.Não iria adiantar conversar sobre isso com essa amiga.Já falei,não tenho mais notícias dela,também,um dia ela me chateou muito,houve um afastamento natural.Eu acho que,provavelmente, ela deve ter mudado alguma coisa,nem que seja o modo de pensar que nunca iria mudar seu jeito de ser!Muito bacana o texto!

    Curtido por 2 pessoas

      1. É,pra mim,acho que…depende!Sei que tudo no mundo não precisa ser sempre do mesmo jeito,e é bom que seja assim!Mas,ao mesmo tempo,tem coisas que até gostaria que permanecessem.Estava pensando,com essa amiga que falei,o fato dela ter um dia me chateado muito me mostrou que ela não era bem uma amiga.Foi uma coisa que aconteceu e mudou o rumo que estava.E acho que ela,que não queria mudar,nem percebeu que a perda da amizade foi uma mudança,e provocada por ela mesma!Nesse ponto foi bom,principalmente para mim,que descobri com quem estava lidando.Mas,um outro tipo de mudança,eu preferiria que não tivesse acontecido,mas aconteceu naturalmente,com o passar do tempo.Mas Deus sabe o que faz,né?É que,quando eu era criança,comia coisas mais saudáveis,por mim mesma gostava de comer mais frutas,não gostava muito de doces,de refrigerante,só guaraná,nem gostava de Coca-Cola,comia de vez em quando pizza,cheesburguer e coisas desse tipo.Eu mesma era assim,quando criança,nada forçado,era natural meu.Então,o tempo foi passando,passando,fui mudando muito meus gostos,não sei o porquê.Hoje não como tantas frutas,bebo Coca-Cola,continuo tomando guaraná,também bebo outros refrigerantes,não tomo mais tanta água como antigamente.Também tomo chá,como mais doces,mas não é qualquer doce que gosto,não.Como mais vezes pizza,cheesburguer,e outros do tipo,mas não é todo dia,não.Ou seja,como e bebo mais besteiras que antigamente,embora ainda não esteja demais,ainda há um controle.Mas chá não considero besteira,não,é que antigamente não tomava,fui crescendo e tomando.Então,no sentido das coisas de beber e de comer,fui mudando um pouco,com o tempo,apesar que ainda existem algumas coisas que antigamente não gostava e continuo não gostando,alguns exemplos:Fanta Laranja e Sprite.Detesto!Mas,as coisas,a gente, somoss assim,fazer o quê,né?Mas realmente,tem coisas que mudam para melhor,nem tudo está perdido!Chato é quando algumas coisas que existiam,e eram boas,acabam,como por exemplo,o “Programa Do Jô”(Jô Soares) e a “Árvore De Natal Da Lagoa Rodrigo De Freitas”,no Rio de Janeiro.

        Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s